Blog Post

A ISO 9001 como ferramenta de Desenvolvimento Sustentável na Construção Civil

ISO 9001 como ferramenta de Desenvolvimento Sustentável na Construção Civil

Antes mesmo de tratar do Desenvolvimento Sustentável propriamente visto, é necessário se ter em vista o contexto da construção civil, que demanda do envolvimento de diversos processos que antecedem a execução propriamente dita, bem como a concepção de projetos de diferentes disciplinas (arquitetura, estrutura, instalações, etc.), elaboração de orçamentos, estruturação de cronogramas, previsão de equipes, instalação de canteiro de obras, dentre outros, verifica-se a necessidade pelo planejamento estratégico dos papéis e responsabilidades de cada um dos times envolvidos, para que seja possível o início das atividades em campo.

Para cada um dos serviços realizados in loco, faz-se necessária a documentação no que diz respeito ao atendimento às normas aplicáveis para que se assegura a qualidade da edificação construída e a segurança aos seus futuros ocupantes. Fichas de verificação de execução de serviços que permitam a verificação dos critérios normativos utilizados para tal, o rastreio do ponto exato da execução e os responsáveis por tal desenvolvimento auxiliam e compõem o sistema de gestão de qualidade de uma obra. Para que estes serviços sejam executados seguindo o rigor técnico determinado em normas e atendendo às expectativas dos clientes e/ou usuários, é imprescindível que todo o time convocado seja devidamente qualificado, desde o engenheiro e arquiteto, passando pelo mestre de obras, encarregados e suas respectivas equipes.

Além disso, corroborando para a complexidade de seu contexto, muitas vezes os canteiros de obras são extensos, o que dificulta os controles, acompanhamentos contínuos e assim, pode prejudicar os resultados, demandando por agilidade dos times no que diz respeito à identificação de riscos de não conformidades, antecipando tais eventos através de ações de mitigação e prevendo ações de contingência às problemáticas que possam ocorrer.

Compreendendo a multiplicidade de fatores envolvidos nesta indústria, é possível verificar a razão pela qual se faz indispensável a aplicação de um sistema de gestão robusto e eficaz, capaz de prever todos os processos e seus respectivos procedimentos, de forma a gerar evidências de cada uma das etapas, impedindo possíveis retrabalhos, incompatibilidades de projetos, impactos não previstos, custos extras, entre outros, capazes de paralisar a construção, afetando negativamente a empresa responsável, do ponto de vista financeiro, estratégico e de imagem.

Impacto da Construção Civil ao Meio Ambiente

Ainda dentro do contexto da atividade, tem-se o forte impacto ao meio ambiente ocasionado desde o processo de produção de seus insumos, passando pela elaboração de projetos que não preveem materiais e/ou tecnologias que visem à preservação do meio ambiente, a execução da obra sem a devida gestão de resíduos, chegando até a vida útil da edificação ou estrutura construída.

Os dados recentes apontam a construção civil como uma das atividades que mais consome recursos naturais, além de grande responsável pela geração de resíduos e destinação incorreta. (Fonte: SIENGE).

O DESAFIO DO SETOR ESTÁ EM EQUILIBRAR A ATIVIDADE PRODUTIVA E LUCRATIVA COM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.

Há que se lembrar de conceitos fundamentais que esclarecem do que se trata o desenvolvimento sustentável como:

  • A Comissão de Brundtland, que entende por desenvolvimento sustentável “aquele que satisfaz a necessidades do presente sem comprometer a capacidade de das futuras gerações satisfazerem suas próprias necessidades”;
  • A Constituição Federal (cf art. 225 “caput”), quando determina que “TODOS TEM DIREITO AO MEIO AMBIENTE ECOLOGICAMENTE EQUILIBRADO, BEM DE USO DO POVO E SSENVIAL A SADIA QUALIDADE DE VIDA, IMPONDO-SE AO PODER PÚBLICO E A COLETIVIDADE O DEVER DE DEFENDÊ-LO E PRESERVÁ-LO PARA AS PRESENTES E FUTURAS GERAÇÕES”.

Para tanto, é necessário que as empresas possuam controles bem estruturados aplicados aos seus processos, de modo a mitigar e gerenciar os impactos causados ao meio ambiente.

Verificando a repercussão no que tange ao meio ambiente conforme levantado pelo Sinduscon e pela Eletrobras, é possível compreender de que forma os insumos utilizados corroboram para esta necessidade de gerenciamento, visando a mitigação da degradação ambiental:

  • Consumo de materiais aplicados em obra com alto nível de energia embutida;
  • Consumo de materiais com alta emissão de co2;
  • Produção de entulho e destinação incorreta;
  • Emissão de poluentes pelo transporte.

Já quando se trata da operação, ou seja, do uso e ocupação da edificação construída, os impactos verificados são outros, como por exemplo:

  • Grande consumo de água e energia;
  • Grande produção de lixos e esgoto;
  • Impermeabilização de terrenos;
  • Uso ilegal de madeiras.
Sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001

O Sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 como Aliado ao Desenvolvimento Sustentável

Sistema de Gestão de Qualidade existe para que os processos internos da organização funcionem de forma interligada, promovendo os melhores resultados possíveis, satisfazendo aos requisitos normativos aplicáveis, às expectativas do cliente e usuário final e da própria empresa.

Significa então dizer que, o SGQ permite a promoção do desenvolvimento sustentável através da estruturação de procedimentos e controles que visem este objetivo, gerando resultados expressivos, além de viabilizar o fortalecimento de uma cultura de responsabilidade e conscientização no que diz respeito à preservação do meio ambiente.

Vejamos alguns dos princípios da Qualidade pela ISO 9001 para compreender melhor que forma este sistema pode corroborar ao Desenvolvimento Sustentável:

  • Abordagem de processo: atividades e responsabilidades delineadas, permitindo que sejam planejadas etapa por etapa da obra, prevendo e mitigando os possíveis impactos ambientais;
  • Melhoria contínua do desenvolvimento e resultados: permite que sejam estudadas novas tecnologias e medidas que visem a diminuição dos danos ao meio ambiente ocasionados pela atividade;
  • Mentalidade de risco: oportuniza que sejam antecipados riscos como contaminação de áreas verdes, geração de resíduos demasiadamente, destinação incorreta de resíduos, escolha de materiais de alto impacto ambiental, entre outros.

O Planejamento do Desenvolvimento Sustentável

Um edifício tem um ciclo de vida longo, que se inicia desde a concepção do projeto, passando pelas etapas de planejamento e execução, até o período de uso e manutenção da edificação, que envolve reformas, demolições e manutenções, também responsáveis por grande parte dos impactos causados ao meio ambiente.

Portanto, na Construção Civil, o conceito de Desenvolvimento Sustentável deve ser planejado em cada uma de suas fases.

Vejamos alguns exemplos de processos que se bem planejados permitem este objetivo de ser alcançado

  • Etapa de Projetos;
  • Planejamento de Aquisições;
  • Planejamento de Canteiro de Obras;
  • Instruções para manutenção preventiva do edifício.

Estes são apenas alguns dos processos que se em fase de planejamento já visarem a diminuição dos impactos causados ao meio ambiente, possibilitam melhores resultados, além de evitar multas e passivos ambientais, que acarretariam despesas e fragilidades na imagem e credibilidade da empresa perante o mercado.

Agora que você já sabe que é possível aliar a lucratividade ao Desenvolvimento Sustentável, acesse o nosso material disponibilizado abaixo, que traz mais informações acerca de sistemas de gestão com esta finalidade, aplicados à construção civil.

mm

Sobre Ana Carolina Colnaghi

Natural de São Leopoldo/RS. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Unisinos – Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Pós-Graduada em Construções Sustentáveis. Possui especialização em Compliance. Auditora Líder ISO 19600 e 37001, reconhecida pela RAC/ABENDI. Atua na Construção Civil. Consultora de Compliance no Studio Estratégia, desenvolvendo e analisando processos e procedimentos, visando a melhoria contínua com base em Normas de Sistema de Gestão.

Deixe seu comentário